ERA UMA VEZ NO MERCADO

Já aconteceu alguma vez de estar no mercado, naquele dia mais tranquilo e ao dobrar um corredor tem uma simpática moça com um cookie delicioso de lançamento, e antes de você obviamente dizer SIM, eu quero muito experimentar, ela já coloca na sua mão e lhe mostra onde tem um cafezinho cortesia para apreciar junto?

Você dá aquela primeira mordida e vê – “Nossa, não é que isso é muito bom mesmo!” – Ela, vendo seu rosto de satisfação, mostra onde está na gondola e diz que tem um preço especial. Você pensa – “Hum, porque não levar e tomar naquele café especial de final de tarde do sábado”. E quando vê alguns pacotes estão na sua mão.

Tipo filme – alguns meses depois – sem você se dar conta, aquele seu cookies tem presença cativa na lista de mercado.

Pense aí, se já não aconteceu com um queijo, café, refri, cerveja, vinho… Alguma vez essa história foi sua.

 

as redes sociais são as vozes e ouvidos

Quando os potenciais clientes têm a chance de ter uma leve degustação do que virá pela frente, a chance de eles continuarem é muito maior do que sem nada. A pessoa saiu da fase de aposta – Vou pagar por algo que não conheço – para – Ok, entendi, sei como é e tem um preço. A chance de venda é bem maior, principalmente quem está começando, seja produto ou serviço, deve estar atento a isso.

PENSE – COMO ALGUÉM PODE EXPERIMENTAR SEU PRODUTO OU SERVIÇO PARA DEPOIS QUERER FICAR?

SE LIGA NESSA HISTÓRIA QUE ACONTECEU

Esses tempos vi uma conhecida que fazia umas massagens modeladoras no abdômen e achei muito interessante o resultado, só que infelizmente ela é de outro estado. Porém, pouco tempo depois, uma amiga da mesma cidade que moro, postou que estava fazendo uma seção de massagem modeladora, ela marcou a profissional que realizava o procedimento.

Aproveitei e fui perguntar sobre o que tinha visto sobre o assunto e o que queria. A profissional me veio com milhões de perguntas, avaliações e uma série de procedimentos que deveria fazer para começar a massagem modeladora – óbvio que desisti na hora!

Se ela tivesse dito: – “Nossa, essa massagem pode lhe ajudar muito, vem aqui vamos fazer um pouco para você experimentar ou a primeira seção vai ter um preço especial para você conhecer e depois conversaremos como posso te ajudar” – ela teria me convencido a ir, e depois disso poderia me comentar sobre avaliação e outras coisas. Mas, ela entende do serviço, não do mercado. Não é surpresa que em pouco tempo soube o quanto ela estava indo mal nos negócios…

Lembre-se disso – Quem experimenta tem mais chance de ficar.

Esse vídeo complementa o assunto:

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário