AQUELE FRIO NA BARRIGA

Eu sou aventureiro desde nascença. A ideia de experimentar algo novo sempre me entusiasmou. No entanto, seria uma grande mentira se eu lhe dissesse que eu não ficava com frio na barriga no início de cada viagem em que fiz sozinho, rumo ao desconhecido.

O engraçado é que o frio na barriga é apenas na hora, tipo academia, na hora que você está fazendo fica aquela raiva – Por que eu estou me matando aqui? – mas depois, vem uma sensação boa de concluir, do bem-estar consigo, de saúde.

Numa viagem sozinho, é a mesma coisa, a primeira coisa que acontece é sentir esse medo do que pode acontecer, mas logo que você chega ao destino, começa a perceber que aquela sensação estranha vai diminuindo aos poucos.

eu moro no mundo

MENTE E CORAÇÃO ABERTO

Uma das coisas mais bacanas que acontecem quando viajamos sozinhos é justamente a liberdade que você vai precisar para interagir com as outras pessoas. O garçom, a camareira, outros hospedes ou alguém na rua acabam deixando de serem papos rápidos, para ser transformar em oportunidades de conhecer pessoas, ideias e novas culturas.

Quando a sua mente esta aberta a apenas descobrir e não julgar, as novas culturas e ideias fazem com que você fique impressionado como antes do seu julgamento algumas coisas eram absurdas e depois passam a fazer muito sentido. Isso leva-nos a questionar sua vida, e isso é ótimo. Sem falar o quão bom é descobrir novas comidas, ditados, paisagens, sensações, …

Dizem que coração de mãe é o maior do mundo, mas o de um viajante sozinho deve estar próximo ao segundo lugar, pois o fato de estar sozinho naquele momento, aumenta seu encantamento pelas coisas que descobre. É um amor diferente, mas é amor.

EXISTEM IMAGENS FALSAS

O que me despertou esse texto foi uma amiga que lamentava – “queria estar viajando com algum namorado”. Ela falou enquanto via a foto de um casal em algum lugar bacana. Eu perguntei – Você tem certeza que eles estão super felizes, aproveitando? Quantas viagens você já fez que passou muito tempo se desentendendo ou negociando coisas com alguém que depois pensou será que não era melhor estar sozinha?

Ela me contou, “nossa eles geralmente brigam muito mesmo, e algumas viagens eu realmente fiquei com a sensação de que talvez sozinha teria aproveitado mais… Mas, quando estou sozinha, sempre fico receosa de ir, como se tivesse fracassado em não ter com quem ir.”

Aquilo me deixou triste ao ouvir – Ora uma sensação de fracasso. Que absurdo. Como alguém tão bacana pode achar que é um fracasso fazer uma aventura sozinha?

Tem lugares e viagens que são melhores mesmo com alguém, estilo romance, outra com amigos, outras com família, e existem muitas que NÃO. Diversas viagens deveriam ser apenas você e o que o mundo tem para lhe mostrar.

SE VOCÊ DÁ OUVIDO AOS OUTROS, TAMBÉM DÁ O DIREITO DE DIRIGIREM SUA VIDA.

Quando você pensa no que os outros vão pensar para fazer algo, você está permitindo que o controle daquilo que vai fazer seja feito pelo julgamento de outras pessoas. Fala sério, quem tem esse direito? Ninguém além de você.

Viajar sozinho é divertido, extremamente enriquecedor e eu acho super ousadia, tenho mega admiração por quem faz… Tenho certeza que você deve ser uma pessoa incrível o suficiente para se fazer cia e desbravar experiências.

O melhor de uma boa viagem sozinho é que você nunca volta a mesma pessoa, é uma das maneiras mais agradáveis de evoluir e lapidar o que realmente importa na sua vida.

Espero que tenha lhe inspirado a fazer as malas kkkk… BOA VIAGEM!!!!!

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário