SE LIGA NA CENA

Vitória chega em casa super animada, depois de ler um capitulo muito provocante de um livro de empreendedorismo, ela chamou um amigo e uma amiga para um café falar sobre aquilo que tinha lido. Todos adoram o assunto e fazem questão de se reunir para trocar dicas e experiências esporadicamente. Vitoria compartilhou o quanto aquela ideia fazia sentido para tudo que encarava no mercado atualmente, esse era o novo jeito, afirmava ela… Depois de cafés e doces (obvio!) Vitoria revelou algo que tinha pensado, os amigos começaram a mostrar diversos pontos de vista bacanas, e ela lapidou aquele insight e começou a perceber o quanto tinha potencial.

Vitoria ficou ofegante, depois do café ainda parou para tomar uma agua e comer um sorvete, tentou escrever em um pequeno caderninho de anotações que tinha o que haviam falado, eram muitas coisas na sua cabeça e ela precisava escrever para não esquecer. Ao chegar em casa, no seu cantinho, arrumando detalhes aqui e ali do que tinha escrito – “Boom! Ficou algo possível, que ia dar um real impacto, UAU que blza, uma grande nova possibilidade, muito viável.”

Vitoria arruma todo os rascunhos iniciais em um papel bacana, ainda leva o notebook com algumas informações uteis para provar o seu ponto de vista. Chama seu pai, o dono do negócio que ela trabalha há algum tempo e mostra tudo – Seu pai responde:  – É uma boa ideia ideia, mas não vai dar certo, não fazemos assim, ganhamos dinheiro do nosso jeitinho a anos, você sabe.

Parece quase como uma caixa d’agua inteira caindo na cabeça dela – Era obvio que o plano tinha muita chance de dar certo, era uma excelente alternativa, a empresa estava precisando, anda estagnada, sofrendo com a concorrência, o panorama não era bom e ela recebe essa porrada…

SIM É ASSIM MESMO

Essa pequena história acontece toda hora, com pais, amigos, chefes, namorados, parceiros e etc, eu ouço isso constantemente no direct do insta @brunomrperin. Se liga nisso:

  • a maior parte das pessoas não está construindo o que gostaria,
  • a maior parte das pessoas segue o padrão,
  • a maior parte das pessoas tem medo de ousar,
  • a maior parte das pessoas tem receio que os outros façam aquilo que elas não tem coragem de fazer,
  • a maior parte das pessoas acredita que se continuar na mesma, as coisas continuaram iguais.

Então o normal é o que – Não acreditarem em você!

Os gênios que amamos hoje, no dia dos seus insights, passaram por essas histórias também, as pessoas não acreditavam… Sempre foi assim, continuará sendo assim.

O QUE VOCÊ PRECISA?

1 –  ACREDITAR

Você acreditar que vale a pena, se não nem tem pq encarar toda a encrenca do desafio e mais a desconfiança das pessoas, não vale o peso.

2 – PROVAR

O pensamento não é ter a confiança dos outros, comece a fazer algo e tenha em mente que as pessoas só vão acreditar se verem acontecer, então faça. Prove que estava certo.

3 – ENCONTRE OUTRO LOUCO

Para toda a ideia louca, tem um outro louco que acredita junto. Geralmente não é quem você esperava, mas sempre tem pessoas que vão entender e acreditar no seu ponto de vista, e muitas vezes é exatamente quem você precisava.

NÃO É PRA DESMOTIVAR – É PARA TE EMPURRAR.

Eu conto essa história e falo deste assunto varias vezes e isso é justamente pra te mostrar que todos passamos por isso, até provarmos que era possível, que valia a pena. Use essa ideia para te estimular a tentar aquilo que vale a pena, mesmo que os outros não acreditem em você, pois não vão mesmo.

Este vídeo complementa a ideia

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário